Artigo: Renato Furtado fala sobre o trabalho de defesa dos advogados

Quando o Advogado Defende

Há críticas. Sempre haverão. Criticar e acusar é fácil. Abrir uma barriga com uma facada, machucar, é fácil. Cuidar, cicatrizar.... demanda tempo e zelo profissional.

Quando o advogado defende, ele não o faz tão só pelo seu cliente. Trata-se de erro grosseiro ligar a busca pela condenação como algo que interessa a todos e a busca pela absolvição, a luta por um procedimento justo como algo individual.

Quando o advogado defende que se siga as “regras do jogo”, quando busca garantir direitos fundamentais, ele o faz no caso individual e isto refletirá para todos. “Uma injustiça feita a um é uma injustiça feita a muitos”.

Estorvo. No mais das vezes somos vistos como Estorvos. Quando um sistema de administração de justiça parte rumo ao autoritarismo, os advogados que enfrentam esta “Justiça” de exceção, são recebidos com intolerância, ou mesmo com hostilidade pelo acusador e julgador parciais, adeptos que são a sistemática violação de direitos praticada à título de “emergência” no “combate” a qualquer coisa que eles elejam.

E aí vai o seu direito, do corpo social, tudo para o ralo do autoritarismo.

Portanto, quando o advogado defende, ele defende a ti, a seus direitos, à sua família, à verdadeira Justiça.

Adv. Renato de Oliveira Furtado