Longas filas marcam a eleição para escolha dos novos conselheiros tutelares em Frutal

Doze candidatos disputaram cinco vagas ao cargo de Conselho Tutelar de Frutal. A votação aconteceu no domingo (6), na Escola Frei Teodósio (Bairro XV de Novembro) e Antônio Aparecido de Queiroz (Aparecida de Minas), sendo eleitas Fabiana Santana Ribeiro, com 783 votos, Camila Nunes (658), Mariana Ferreira (641), Maria Helena “Leninha” (625) e Daniela Cortês (548).

A presidente da comissão organizadora para escolha do Conselho, Suely Faria Maia, comenta que todo o processo de apuração foi tranquilo, porém muito demorado porque Frutal já não comporta mais votação em cédulas. “Peço desculpa pelas filas e a demora, pois os cidadãos estão procurando exercer sua cidadania, mas entendo que é prudente não só o voto eletrônico, como também estender para outras escolas para diminuir o fluxo que ocorre hoje em apenas um local de votação”, declara.

Após a divulgação dos resultados, as conselheiras tutelares eleitas agradeceram a Deus, às famílias, amigos e população de Frutal pelos votos obtidos, estendendo também aos eleitores do Distrito de Aparecida de Minas, que compareceram em massa nas urnas.

Eleita pela terceira vez, Fabiana Ribeiro diz ter ficado muito feliz com seu retorno, pois poderá dar continuidade ao trabalho que já havia feito anteriormente. “Vamos trabalhar com responsabilidade, competência e muita firmeza para garantir a proteção das crianças e adolescentes de Frutal. A gente conta com apoio da população para fazer denúncias e de todas as instituições para promover os direitos delas”, salienta.

A conselheira reeleita Camila Nunes ressalta sua gratidão por todas as pessoas que votaram, lembrando que a votação se deu em um domingo e não é obrigatória. “Tenho muito amor e dedicação pelo que eu faço”, frisa. “Quem estiver precisando, o Conselho Tutelar está de portas abertas para atender, apoiar e zelar pelos direitos das crianças e adolescentes”, completa a conselheira eleita, Mariana Ferreira – que primeira vez irá atuar no CT de Frutal.

Outra conselheira que conseguiu se eleger foi Maria Helena da Silva “Leninha”, que já atuou nesta função durante 10 anos. “É um trabalho que me identifiquei muito, por isso, me sinto realizada ao retornar ao CT. Vou procurar empenhar cada vez mais e fazer o serviço que sempre fiz”, destaca.

Também eleita pela primeira vez, a conselheira Daniela Brito Cortês comenta que todos os candidatos trabalharam bastante, por isso, foi uma disputa bastante acirrada. “Vou continuar o trabalho que já exercia no fórum, mas agora como conselheira, visando a defesa dos direitos das crianças e adolescentes e trabalhar em prol de toda a comunidade”, finaliza.

Confira abaixo, o número de votos alcançado por cada candidato (a):

1° - Fabiana Santana: 783 votos

2° - Camila Nunes: 658 votos

3° - Mariana Ferreira: 641 votos

4° - Maria Helena: 625 votos

5° - Daniela Cortes: 548 votos

6° - Kamilla Faissal: 545 votos

7° - Andréia Andrade: 484 votos

8° - Emerson Souza: 470 votos

9° - Cinthya Borges: 444 votos

10° - Tatiane Bentivegna: 440 votos

11° - Carlos Teixeira: 420 votos

12° - Rosana A. Vieira: 190 votos

Números da Eleição:

Total de votos válidos: 2.269

Votos em branco: 6

Votos nulos: 21

Eleitores presentes:

Frutal – 2.296 eleitores (Seis seções)

Aparecida de Minas – 121 eleitores (1 Seção)

Equipe de trabalho

12 mesários (servidores municipais) atuaram na votação e apuração

12 fiscais sendo 1 de cada candidato acompanharam a apuração