Filha é presa no velório do pai em Uberlândia suspeita de participar do homicídio

A filha de um idoso assassinado em Uberlândia foi presa pela Polícia Militar na noite desta terça-feira (3) como principal suspeita do homicídio. Ela foi abordada durante o velório do pai e disse que tinha desavenças com ele.

Conforme a ocorrência, além da mulher de 38 anos, foram presos quatro homens, com idades entre 27 e 41 anos, e um adolescente, de 17 anos, suspeitos de envolvimento no homicídio.

Os militares contaram que chegaram até os criminosos após receber uma denúncia anônima dizendo que um dos suspeitos estava em um motel. Ao ser rendido, ele confessou e relatou sobre outros envolvidos.

Todos foram detidos e então disseram que a filha do empresário havia oferecido R$ 10 mil para ele ser morto. Com eles foram apreendidos dinheiro, celulares, uma pistola calibre 765 e munição.

Durante a noite, militares foram até o velório e, ao ser rendida, a mulher falou que tinha desentendimentos com o pai e que isso foi uma das motivações do assassinato.

G1 questionou se a mulher tinha passagens pela polícia e foi informado que ela não tem ficha criminal pela PM em Minas Gerais.

O corpo do idoso foi enterrado na manhã desta quarta-feira (4) no Cemitério Campo do Bom Pastor.

Entenda

O idoso de 71 anos foi encontrado morto na manhã desta terça-feira (3) no Distrito Industrial em Uberlândia. Segundo a PM, o crime ocorreu em espaço usado como estacionamento perto do Anel Viário Norte.

A vítima foi encontrada sem vida por um motorista que guardava o caminhão. O corpo estava em cima da cama, sem roupas e com muito sangue.

Conforme a perícia, o idoso tinha três perfurações na região do peito e várias cápsulas foram encontradas. Na ocorrência, a PM relatou que o estado cadavérico do corpo indicava que o crime ocorreu há 22 horas.

 

Fonte: G1/Triângulo Mineiro