Estudantes do terceiro ano do ensino médio de MG voltam às aulas no dia 19

Cerca de 60 mil alunos do terceiro ano do ensino médio poderão retornar às atividades presenciais na rede estadual de ensino a partir do dia 19 de outubro. O número, de acordo com a Secretaria de Estado de Educação, foi calculado considerando todos os municípios que estão atualmente na onda verde do programa Minas Consciente, que permite a abertura de escolas.

Atualmente, estão na onda verde do plano Minas Consciente as macrorregiões Leste, Jequitinhonha, Centro-Sul e Norte. Outros 142 municípios estão inseridos em 15 microrregiões que também estão na onda verde e terão autorização para abrir as escolas.

Segundo a secretária de Estado de Educação, Julia Sant'Anna, o atendimento dos estudantes do terceiro ano é prioridade, por causa da aproximação do Exame Nacional do Ensino Médio. "A cada 14 dias, e sempre no escopo do planejamento do Minas Consciente, vamos avaliar se é possível a inclusão de outros anos de escolaridade", afirma. 

Os meses letivos serão divididos por semanas com e sem aula presencial. Nas semanas 1 e 3, os professores estarão nas escolas, disponíveis para atendimento presencial para esclarecimentos de dúvidas relacionadas aos planos de estudos tutorados. Nas semanas 2 e 4, o atendimento será remoto. 

"Isso acontece por dois motivos principais. É importante que a gente faça um acompanhamento, se houve algum surto, com esse corte dos 14 dias. Outro ponto é garantir que esse professor que está presencialmente nas semanas 1 e 3 tenha também condições de fazer o atendimento remoto por meio do aplicativo nas semana 2 e 4, então não há aumento de carga horária para o professor", diz a secretária.

Segundo ela, as escolas podem reabrir a partir do dia 5 de outubro penas para os profissionais e o planejamento das atividades. De 5 a 7 de outubro, será disponibilizado no aplicativo Conexão Escola uma avaliação diagnóstica para alunos do terceiro ano. Os resultados serão repassados para professores e diretores a partir do dia 9. O ano letivo vai terminar em 30 de janeiro de 2021, e as férias escolares serão em fevereiro. O ano letivo de 2021 vai começar em março.

Segundo Julia, a presença dos alunos nas escolas é optativa e será decidida pelas famílias. "Ninguém vai ser obrigado a assistir às atividades presencialmente, porque nós seguimos com a execução do nosso modelo remoto de atividades. O processo de contabilização de carga horária dos alunos será feito a partir da execução dos planos de estudos tutorados, que vão continuar a ser entregues", explica. 

O protocolo sanitário para a volta às aulas prevê distanciamento de 1,5 m entre os estudantes, máscaras para todos os alunos e funcionários, disponibilização de álcool em gel, salas arejadas e termômetro para medição de temperatura. Além disso, estabelece o isolamento de alunos a depender da quantidade de casos de coronavírus na unidade.

Para garantir o cumprimento do protocolo, a Secretaria vai disponibilizar um canal de "Fale Conosco", para que as famílias possam sinalizar dúvidas e preocupações. Além disso, os diretores das escolas da rede terão que assinar um checklist atestando que as instituições estão providas dos itens de segurança previstos.

Fonte: O Tempo