Cabeleireiro Frutalense é preso pela Polícia Civil suspeito de cometer crimes contra a dignidade sexual de mulheres

A Polícia Civil, por intermédio da delegacia de orientação e proteção à família de Frutal, realizou nesta quarta-feira (28), a prisão de um homem de 22 anos por prática de crimes contra a dignidade sexual de vítimas mulheres.

De acordo com a investigação, o suspeito trabalha como cabeleireiro e, no exercício de sua função, teria praticado crimes de natureza sexual contra suas clientes mulheres.

Em razão da gravidade e reiteração dos fatos, a autoridade policial responsável representou pelo mandado de prisão, que foi deferido pela justiça local e cumprido.