MULHER ENCAMINHADA AO HOSPITAL FREI GABRIEL COM SUSPEITA DE TUBERCULOSE MORRE, E MARIDO ACUSA INSTITUIÇÃO DE NEGLIGÊNCIA

Um possível descaso e negligência foi registrado em boletim de ocorrência nesta quinta-feira (19). A senhora Luciene Mendes Lima Martins de 45 anos, começou a passar mal no domingo dia 14, sendo que segunda dia 15, seu quadro piorou.

Ela começou a expelir sangue pela boca e nariz, sendo levada até o Hospital Frei Gabriel. Até então, a suspeita é que ela tivesse adquirido tuberculose. De acordo com o histórico do boletim de ocorrência, o marido de Luciene, senhor Willis Rafael dos Santos de 37 anos, conversava a todo momento com sua esposa desde o dia da internação, sendo que ela alegava que nenhum exame teria sido feito e que apenas estava em um aparelho respiratório.

Por volta de 11 horas e 19 minutos desta quinta-feira dia 18, Willis falou pela última vez com sua esposa, não mais conseguindo contato. A todo momento o homem tentou entrar no hospital para ver sua esposa, porém foi impedido.

Somente às 17 horas, desta quinta, Willis após ameaçar chamar a polícia, conseguiu entrar no hospital acompanhado pela mãe de Luciene. Ao entraram na unidade hospitalar, receberam a informação que ela já estava em óbito. Willis então resolveu acionar a Polícia Militar e registrar o boletim de ocorrência.

O QUE DIZ O HOSPITAL

Nossa reportagem conversou com a gestora do IBRAPP, Luciana Carleto, a qual informou que iria se colocar a par da situação, e depois enviar uma resposta sobre o posicionamento do hospital. O espaço está aberto caso seja de interesse do IBRAPP responder qual foi o procedimento adotado pelo hospital Frei Gabriel.