Ônibus de universitários de Itapagipe bate em guincho da PRF, na BR-153

Ônibus da Prefeitura de Itapagipe-MG, que levava alunos universitários para São José do Rio Preto-SP, acidentou-se agora há pouco de frente ao restaurante Peixe Vivo, na BR-153. Ninguém se feriu gravemente. A notícia é de que um estudante que estava sentado na primeira poltrona do lado da batida sofreu apenas escoriações leves por estilhaços de vidro na perna.

Conseguimos falar com um dos passageiros. Ele confirmou que todos estão bem.

De acordo com relato inicial de um dos estudantes, logo que o ônibus saiu da ponte do rio Grande, um guincho da Polícia Rodoviária Federal carregado com motos, que vinha no sentido contrário, cruzou a rodovia para entrar em um hotel que fica do outro lado da pista, provocando a batida.

Esta versão foi corrigida posteriormente por outro universitário. Ele esclareceu que o ônibus de Itapagipe seguia pela BR-153 sentido Rio Preto com um caminhão baú entre ele e o guincho, todos na mesma direção.

Assim que atravessaram a ponte, o motorista do baú manobrou para a esquerda, avançando inclusive à pista contrária para evitar o choque com o guincho, que manobrava para o acostamento do hotel que fica do lado direito, oposto ao Peixe Vivo.

"O ônibus que vinha logo atrás não teve tempo de desviar nem de parar porque, com a visão atrapalhada pelo baú, não percebeu o que acontecia com o guincho e acabou atingido-o", comentou o universitário Genilson.

O policial rodoviário que dirigia o guincho, Vilson Lima, entrou em contato com nossa reportagem por volta das 21h40. Ele confirmou a versão de que todos viajavam no mesmo sentido, em direção a Rio Preto.

Na versão dele, ao dar seta para entrar no hotel, o motorista do caminhão freou e desviou para esquerda, seguindo viagem. Para não atingir o baú, na versão do policial rodoviário, o motorista do ônibus jogou o veículo para a direita e o atingiu no acostamento da pista.

"Eu não vinha no sentido contrário nem atravessei a pista. Eu também ia sentido Rio Preto e quando o ônibus me bateu eu estava no acostamento já atravessado na área de estacionamento do hotel", relatou Lima no telefonema.

A perícia ainda não chegou ao local e nós ainda não conseguimos contato com o motorista do ônibus de Itapagipe.

Fonte: Inotícia